Reforma de casa: 10 dicas para renovar seu imóvel!

Reforma de casa: 10 dicas para renovar seu imóvel!

homem e mulher pintando ambientes

Fazer uma reforma em casa exige tempo, planejamento financeiro e, claro, um bom plano de ação para que o processo seja executado no tempo desejado. Para muitas pessoas, realizar uma obra, especialmente em casa, pode ser sinônimo de sujeira e estresse, mas saiba que esse momento não precisa ser um pesadelo!

No conteúdo de hoje você saberá como planejar e executar uma reforma de casa em 10 dicas úteis que vão desde mudanças na estrutura do seu ambiente a pequenas adaptações que fazem toda a diferença! Confira:

Reforma de casa: você sabe quando deve fazer?

É comum nos acostumarmos com nosso ambiente e ficarmos tão confortáveis ao ponto de não sentirmos vontade de mudar, investir e construir. Mas a reforma da casa não consiste em apenas mudanças estéticas, muitas vezes é necessário fazer obras para solucionar problemas na estrutura de modo a evitar prejuízos no futuro.

Alguns dos problemas que fazem com que a reforma de casa seja de grande prioridade é:

  • homem e mulher pedindo a parede Problemas hidráulicos como vazamento de água e infiltrações;
  • Problemas elétricos como quedas de disjuntores e tomadas, bem como lâmpadas com mau contato;
  • Tintura desbotada, descascada, com marcas de mofo e infiltração;
  • Piso com sinais de desgaste.

Fazer uma reforma simples proporciona vantagens que fazem toda a diferença no dia a dia, como maior conforto, valorização do imóvel e ainda previne ter que lidar com complicações, especialmente nas obras que tange à estrutura.

10 dicas para você fazer a sua reforma de casa

Leia nossas dicas que atendem a todos os tipos de reformas, desde mudanças maiores na infraestrutura como na mudança de pequenas mobílias para você ter uma casa reformada com pouco dinheiro! Veja só:

1. Estude o layout da sua casa

Nunca planeje uma reforma sem estudar o layout de todos os seus ambientes. Por mais que você já conheça eles, é importante que no momento de uma mudança, você olhe para seus cômodos com outros olhos, sabendo a medida de cada espaço e quais são as reformas cabíveis.

homem estudando a planta de uma casaAssim você conseguirá fazer mudanças no layout do seu ambiente, aproveitando-o melhor, adicionando novos móveis, bem como criando espaços mais modernos e versáteis.

2. Aproveite o momento para listar os problemas que precisam ser resolvidos

Muitas vezes, uma reforma precede um problema, como vazamento de água, fuga de energia, instalação elétrica e hidráulica antiga, revestimentos de pisos quebrados ou rachados, infiltrações, entre muitos outros.

Caso a sua reforma seja de prioridade baixa, ou apenas por uma questão estética, você pode aproveitar o momento para fazer melhorias na sua estrutura, assim você evita ter que fazer uma nova obra futuramente.

3. Crie um projeto de reforma de cada ambiente

Muitas pessoas iniciam uma reforma sem fazer um projeto, e isso pode resultar em prolongamento do tempo de obra e aumento dos gastos não programados. Portanto, a organização e planejamento prévio é essencial para que seu projeto seja um verdadeiro sucesso.

Se você não sabe como fazer esse plano, opiniões de profissionais de arquitetura e construção são sempre bem-vindas, ajudando a prevenir problemas durante esse processo, bem como gastos extras.

4. Levante um orçamento e limite de gastos

Saber o que será feito na etapa do planejamento, permite que você saiba o que será gasto durante a reforma, quais serão os materiais que deverão ser comprados e quanto a sua obra custará ao final.

homem e mulher sentados no chão preocupados Para a definição desses valores, é importante que você faça um levantamento de todos os materiais e mão de obra. Faça orçamento com fornecedores e não se esqueça que, além dos gastos pontuais que a obra demandará, terão adicionais variáveis, como o consumo de água e energia elétrica.

5. Saiba fazer adaptações econômicas

Existem muitas formas de ter sua casa reformada com pouco dinheiro e, para isso, basta se adaptar a algumas coisas como, por exemplo, ao invés de pintar e ter o custo de materiais e mão de obra, invista em um papel de parede — em alguns casos você mesmo o instala.

papel de parede floral com fundo begePara não realizar toda a troca dos revestimentos da cozinha ou banheiro, você pode adesivar eles ou aplicar pastilhas adesivas. Além de dar um toque super moderno, você garante uma cara nova para ele sem gastar muito! Em salas e quartos você pode optar por escolher papéis de parede texturizados, como aqueles que se assemelham a ladrilhos e tijolinhos.

6. O piso faz toda a diferença

No momento de planejar a reforma de casa é comum sentirmos a necessidade de mudarmos aquilo que está na altura dos nossos olhos, mas precisamos considerar o piso também. Caso o seu piso esteja desgastado, com muitas rachaduras ou o rejunte esteja se desfazendo, são oportunidades de trocá-lo.

Além de transformar o ambiente, trocar o piso também o deixa mais funcional, iluminado e seguro. Esse é um dos tipos de reformas internas mais trabalhosas e pode deixar o cômodo sem condições de uso por alguns dias, portanto, necessita de um bom planejamento.

7. Móveis novos? Não!

Ao fazer mudanças no layout do seu ambiente, alterar cores e incluir novos detalhes, pode ser que a sua mobília não fique harmonizada com as novidades. Para que você não precise investir e trocar de móveis, aproveite o momento para envelopá-los, pintar, envernizar madeiras ou trocar o revestimento de estofados e cadeiras — tudo isso dará um novo ar para seus ambientes!

mãe e filha montando cadeira de madeira 8. Iluminação é tudo

Ao fazer uma reforma de casa, incluir mudanças na sua iluminação tem o poder de deixar o ambiente mais sofisticado e aconchegante. Por isso, você pode trocar aquela única lâmpada responsável por iluminar todo o seu cômodo!

sala de estar com sofá claro, tapete, lanternas e pendentesExistem alguns tipos de iluminação que você pode incluir na sua reforma:

  • Iluminação direta;
  • Iluminação indireta;
  • Iluminação difusa;
  • Iluminação de orientação;
  • Iluminação zenital.

Fazer o uso de lustres, fitas de led, trilhos e spots de luz são grandes curingas para você mudar sua iluminação sem gastar muito!

9. Separe ambientes

Ter ambientes conjugados é uma tendência da arquitetura que está muito em alta e, apesar de ser muito funcional, nem sempre é vantajoso. Se você quer separar seus ambientes sem ter que levantar paredes ou fazer grandes mudanças na estrutura, saiba que é possível em uma reforma de casa simples.

sala de estar com porta de madeira e escada com puxador de vidro Inclua em seu projeto divisores de ambientes em formato de móveis, como estantes em madeira com cordel, biombos ou, se você quer algo mais fixo, pode investir nos cobogós que são “tijolos” furados e geralmente possuem diversas cores, desenhos e tamanhos.

Além de criar ambientes separados, para cozinhas e salas conjugadas, você pode estudar decorações para cozinhas pequenas que deixam o ambiente mais versátil e funcional, aproveitando todo o espaço estrategicamente!

10. Adicione um mobiliário versátil

Aposte em banquinhos, mesa lateral, bancadas e nichos. Esses são alguns exemplos de mobílias que são funcionais, além de auxiliarem na composição do ambiente!

sala de estar com sofá e mesa de centro em amarelo Nos quartos você pode incluir banquetas, puffs ou um recamier. Aliás, os nichos também são perfeitos para todos os ambientes!

Qual o primeiro passo para uma reforma?

O primeiro passo para realizar uma reforma sempre será o planejamento. Faça um briefing do que será feito, como será feito e quando será feito, estabelecendo prazos para que sua obra não se prolongue, especialmente em obra que inutiliza o espaço.

mulher mexendo no celular e no computador É importante que você também tenha uma reserva financeira para além dos gastos levantados durante o seu planejamento, já que podem ocorrer imprevistos e prolongar sua reforma.

Qual deve ser a ordem de uma reforma?

Sempre inicie a sua reforma pelas mudanças na estrutura, que darão maior trabalho e sujeira. Pintura, acabamentos e mobília podem ficar por último, já que não vão alterar sua rotina diária.

ambiente em reforma com portas de vidro Siga seu planejamento e sempre conte com variáveis para que você possa lidar com elas da melhor forma possível.

Agora que você já sabe como iniciar a sua reforma, que tal seguir a sua leitura em nosso conteúdo de decoração? Saiba como fazer a decoração de banheiros pequenos com o blog Simplifica!


Gostou do conteúdo? Então compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.