Conheça as diferenças entre os tipos de chuveiro

Chuveiros e duchas são os mais usados pelos brasileiros quando o assunto é banho, mas qual a diferença entre os dois?

O brasileiro é um dos povos que mais tomam banho no mundo, chegando até três banhos por dia, e a preferência nacional é pelo banho de chuveiro ou ducha. Mas sabia que chuveiro e ducha não são a mesma coisa? O Simplifica mostra para você a diferença entre os dois e como escolher o modelo certo para as suas necessidades.

Chuveiro

Nos chuveiros a água cai verticalmente, com menos pressão e intensidade

Nos chuveiros a água cai verticalmente, com menos pressão e intensidade

A principal diferença entre chuveiros e duchas é a forma como a água cai. Nos chuveiros a água cai verticalmente, com menos pressão e intensidade. No passado outra principal característica era a de esquentar a água por meio de resistência elétrica, mas hoje em dia já existem modelos de chuveiros para aquecimentos externos, como aquecedores a gás, solar ou elétrico central.

Chuveiro elétrico

O chuveiro elétrico é muito popular pela sua facilidade de instalação, basta ter um ponto de energia elétrica perto da saída de água para ter água quente o ano todo. Mas com este modelo você corre dois riscos: o de ficar sem banho quente quando acabar a energia e da conta de luz aumentar bastante devido ao alto consumo de energia. Existem dois tipos de chuveiro elétrico, os multitemperatura e os eletrônicos:

Multitemperatura

Este modelo precisa ser desligado para a regulagem da temperatura e apresenta opções limitadas de aquecimento geralmente denominadas como Verão; para água morna, Inverno; para água quente ou desligado, para água fria.

Eletrônico

Diferente do multitemperatura, com este modelo você pode regular gradualmente o aquecimento da água sem precisar desligar o chuveiro e ainda conta com diversas opções de temperatura.

Ducha

Se nos chuveiros a água cai verticalmente, nas duchas ela cai mais inclinada e com maior intensidade e pressão.

Se nos chuveiros a água cai verticalmente, nas duchas ela cai mais inclinada e com maior intensidade e pressão.

Se nos chuveiros a água cai verticalmente, nas duchas ela cai mais inclinada e com maior intensidade e pressão. Mas para banhos superpotentes, você precisa se atentar a distância que a ducha está da caixa d’água. No caso dos prédios, quanto mais baixo for o andar, maior a pressão da água, já em casas e andares altos, a pressão costuma ser mais baixa.

Nas duchas o aquecimento da água ocorre externamente. Apesar de também existirem duchas elétricas, o mais comum são as que usam água aquecida por meio de aquecedores a gás, elétricos ou solares. Mas antes de comprar sua ducha verifique se seu prédio ou casa é compatível com um desses tipos de aquecimento.

Chuveiro híbrido

Este modelo apresenta duas opções de aquecimento da água: solar e elétrico. Ele é semelhante a um chuveiro elétrico tradicional, mas funciona sem eletricidade quando o modo solar está ativado. Já para os dias nublado e de pouco sol, o modo elétrico pode ser usado para não deixar a sua casa sem água quente.

Qual é mais econômico?

Tanto chuveiros como duchas têm prós e contras quando o assunto é economia. Com os modelos elétricos há um alto consumo de energia, enquanto os demais, por serem mais potentes, consomem mais água. Então, na hora de comprar e tomar o seu banho, o que vale é o bom senso e evitar o desperdício.

E você, depois de ver os tipos de chuveiro, qual você prefere: ducha ou chuveiro? Comente!

Deixe seu comentário